UM LIVRO DE INVESTIGAÇÃO.-.-.-.-.-.-a comunicação entre vivos e mortos através da psicografia.(a escrita dos espíritos).

Durante esta semana a ADE-JAPÃO, vai pesquisar sobre quatro livros que serão destaques e que voce podera comprar facilmente no JAPÃO.
Este é o primeiro.
Por Trás do Véu de Ísis
Autor : Marcel Souto Maior
Editora: Planeta
BOA LEITURA!...

.























Mande notícias do
mundo de lá...
............................
Autor : Marcel Souto Maior

Por Trás do Véu de Ísis é um diário desta busca .
Um mergulho num universo marcado por dor, saudade, esperança e desconfiança também: o mundo dos pais que perderam filhos e procuram, nas mensagens psicografadas, a prova de que eles continuam vivos .
Marcel Souto Maior percorre um terreno movediço, onde consciente e inconsciente se encontram e onde os riscos de fraude ou de auto-sugestão são permanentes .
O que diz a ciência ?
O que dizem os médiuns ?
Será que já é possível comprovar, cientificamente, a vida depois da morte ?























No ano do bicentenário de nascimento do pesquisador francês Hippolyte Léon Denizard Rivail, conhecido como Allan Kardec (1804-1869), o codificador da doutrina espírita, o Brasil dá sintomas de estar sendo tomado por uma contagiante onda espiritualista.

Por sua carga de polêmica e mistério, ela desafia a credulidade dos crédulos e o ceticismo dos céticos. Poucas vezes nos últimos tempos os assuntos relacionados ao espiritismo e a suas variações tiveram tanto espaço nas agendas do País. São lançamentos de
todos os tipos, simpósios, congressos, livros, minisséries, documentários e até um longa-metragem, que será produzido pela Lumière.

E a locomotiva desse movimento, que colocou a doutrina espírita na ordem encantada do dia, é um fenômeno editorial do outro mundo: espantosos 175 mil exemplares de dois livros do jornalista Marcel Souto Maior, As vidas de Chico Xavier e Por trás do véu de Ísis – uma investigação sobre a comunicação entre vivos e mortos, vendidos nos últimos 12 meses.



O primeiro livro de Souto Maior, As vidas de Chico Xavier, vendeu 155 mil exemplares em um ano. E o segundo, Por trás do véu de Ísis, mais de 20 mil em dois meses de prateleira








ISTOÉ – Depois de tudo isso, ainda dá para se manter cético?

Souto Maior – Brinco dizendo que nasci com esse defeito de fabricação de jornalista, que é a desconfiança. Entro nas coisas desconfiando e, muitas vezes, saio do mesmo jeito, sem acreditar em nada.
Existe uma frase maravilhosa de Kardec que se encaixa no jornalismo com precisão espantosa: “É melhor rejeitar dez verdades do que aceitar uma mentira.” Apenas continuo fiel a Kardec (risos).
Mas aprendi muitas coisas com Chico. Ele costumava, por exemplo, questionar os que, como eu, condenavam o assistencialismo de suas campanhas de caridade. “Quando uma casa está em chamas, a gente cruza os braços e espera os bombeiros ou parte em busca de baldes e mangueiras?

” Adaptei outra de suas frases para concluir o Por trás do véu de Isis: “Fora da caridade e da solidariedade não há salvação.” Independentemente das crenças, acho que melhorei um pouquinho.





Diário- Quem em sua opinião está ganhando mais com o seu trabalho, você mesmo, a editora, os seus patrocinadores, enfim, ou o próprio Chico, que mesmo após sua morte não é esquecido um só momento, pelo contrário, parece ter impulsionado uma avalanche entre os espíritas de tornar a religião mais conhecida?

Marcel - Todos nós ganhamos. Emmanuel, o guia espiritual de Chico, dizia o seguinte:
"A maior caridade que se pode fazer em relação ao espiritismo é divulgá-lo".

Livros, filmes, minisséries, documentários, palestras e entrevistas como esta ajudam a difundir as lições de Chico Xavier - e isto é importante num mundo e num País marcados por tanta desigualdade e por uma crise tão profunda - e angustiante - de valores e perspectivas.

A VERSÃO DOS CIENTISTAS

Os fenômenos espirituais, para muitos acadêmicos, podem ser explicados com recursos da ciência.
Uma das mais fortes correntes defende a idéia de que a chave das manifestações mediúnicas está na pineal, uma glândula de oito milímetros de extensão situada no centro do cérebro, na altura dos olhos.

De acordo com o psiquiatra paulista Sérgio Felipe de Oliveira, da USP, fundador do Pineal Mind Instituto de Saúde, em São Paulo, a glândula funcionaria como um órgão “cronobiológico”, uma espécie de relógio interior.

A pineal desenvolvida dos médiuns captaria as informações de outras dimensões e as converteria em estímulos. Este processo e seus efeitos foram demonstrados, segundo ele, em dois artigos publicados em 1988 na respeitada revista científica britânica Nature.

“Mestres de ioga definem a pineal como o ‘terceiro olho’, o do autoconhecimento”, revela Souto Maior. “E, num documento chamado Carta a Mersenne, de 1640, o filósofo e matemático francês René Descartes identificou uma glândula no cérebro onde, segundo suas palavras, ‘a alma se fixaria mais intensamente’”.
A médium carioca dona Lúcia parece respeitar a tese. Mas não perde a oportunidade de se divertir com a situação. “Temos a pineal hipertrofiada, é científico”, diz ela. “Em última análise, somos todos doentes.”
A verdade é que Chico Xavier já previa esse caminho. Ele pregava que, no futuro, cientistas e espíritas iriam se encontrar no convencimento de que “tudo é energia”.


“BETO ESTÁ VIVO E ÀS VEZES ME ESCREVE”



"Meu filho Luiz Alberto e um amigo foram assaltados e assassinados no dia 9 de fevereiro de 1994, aos 25 anos, por policiais militares fluminenses em São Pedro D’Aldeia, no Estado do Rio. Eu tive a informação, pelo médium Celso de Almeida Afonso, de Uberaba, de que ele estava em sua terceira morada espiritual. Hoje, está na quarta. Recebi mais de 45 mensagens. Tempos atrás, uma bolsa de estudos quase me levou para a Espanha. O problema é que minha neta é autista e a mãe dela conta comigo. Pedi ao Beto que me ajudasse a decidir. Dias depois, fui ao médium, sem comentar nada.
A mensagem: ‘Às vezes, nosso egoísmo nos faz optar pelo caminho dos cultos e esquecer o dos bons.’ Fiquei no Brasil. No ano passado, pensei no sorriso dele antes do Dia das Mães e lá veio, na mensagem seguinte: ‘Leve o meu sorriso, pois sei que é o que deseja.’ Não
tinha falado nada disso para ninguém. Como pode? Ele era um belo poeta. Tem um livro, Idos gemidos, publicado depois de sua morte
– eu chamo de retorno à pátria espiritual. Eu publiquei outro, Que caminho é este?, com nossa história. Meu querido filho Beto está
vivo e, de vez em quando, me escreve. Sei que, no futuro, iremos nos encontrar num lugar bonito.”
Maria Regina Angeiras, carioca, consultora educacional.


PESQUISA-MONTAGEM E ADAPTAÇÃO
Adalberto Prado de Morais
tioada@yahoo.com.br

FONTES-http://livrosjp.com/
http://www.terra.com.br/istoe/1831/
http://www.diarioweb.com.br/
equipe_d_ueda@yahoo.com.br

IMAGENS-http://livrosjp.com/
http://www.terra.com.br/istoe/1831/
http://www.diarioweb.com.br/
adejapaodivulgespirita.blogspot.com/

Parceria de Divulgação com a ADE-JAPÃO,estamos comentando e indicando Livros e Titulos para voce entender melhor o ESPIRITISMO e assim fazer uma leitura segura .
TAMBEM COLOCAREMOS COMENTÁRIOS EM NOSSAS COMUNIDADES no ORKUT.
http://livrosjp.com/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CURSO DE PASSE*(fluidoterapia)